Artigos

Conheça alguns tipos de investimento

Tempo estimado de leitura:
3
minuto(s)

Investir seu dinheiro é uma ótima forma de aumentar o patrimônio e atingir metas. Porém, é importante ressaltar que existem vários tipos de investimento. Cada um funciona de forma específica e visa atingir objetivos diferentes, sempre de acordo com a necessidade do investidor.

Entre os vários tipos de investimento, o mais adequado será aquele que condiz com o seu horizonte de tempo e o seu perfil de investidor. Afinal, alguns apresentam resultados a curto prazo, enquanto outros, após um longo período. Além disso, é importante considerar a natureza dos recursos disponíveis para investir. 

Sendo assim, preparamos este artigo para você aprender sobre as modalidades de investimento. Esperamos que seja útil para te ajudar a identificar aqueles que mais combinam com você. 

Renda fixa x Renda variável

Em geral, é possível dividir os tipos de investimento em dois grandes grupos: os de renda fixa e os de renda variável. As duas classificações podem ser descritas da seguinte maneira: 

  • Renda fixa: normalmente, investimentos de renda fixa apresentam um menor nível de risco (o que não significa a ausência dele), além de uma certa previsibilidade de retorno. Costumam ter maior liquidez e seu rendimento pode ser atrelado a um indicador específico (como CDI ou IPCA, por exemplo) ou podem ter uma taxa prefixada;
  • Renda variável: como a própria denominação indica, o retorno obtido por esse tipo de investimento pode variar conforme uma série de fatores. Isso porque o nível de rentabilidade não está atrelado a nenhum indicador específico, mas sim, ao desempenho de uma determinada empresa ou setor. Dessa forma, apresenta maior volatilidade e um maior potencial de retorno no médio e longo prazo.

Investimentos de renda fixa

Como explicado anteriormente, os investimentos de renda fixa costumam apresentar uma certa previsibilidade. Conheça alguns dos tipos mais comuns nos tópicos a seguir.

Debêntures

As debêntures são títulos emitidos por empresas que buscam captar recursos para financiar suas atividades ou projetos. A partir do momento que um investidor compra uma debênture, ele esta emprestando seu dinheiro a uma empresa e em troca receberá juros, que podem ser prefixados ou pós-fixados.

Entre os tipos de investimento de renda fixa, este, por ser emitido por empresas privadas, tem risco de crédito e, por isso, costuma apresentar maior rentabilidade se comparado a títulos públicos, por exemplo. Afinal, em caso de falência ou falta de recursos financeiros, a empresa em questão pode deixar de pagar a dívida com o credor. 

CDB ou RDC

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Certificado de Depósito Cooperativo (RDC) são formas bem comuns de investir em renda fixa. Trata-se um formato muito parecido com a debenture explicada anteriormente, porém aqui o empréstimo é feito a uma instituição financeira. Em troca, a instituição fornece uma rentabilidade (definida no momento da compra) ao investidor. O rendimento pode ser atrelado ao CDI, à inflação, ou mesmo prefixado.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto foi um programa criado pelo Governo Federal brasileiro em 2002 para vender títulos públicos à população. Em poucas palavras, podemos resumir esse tipo de investimento como um empréstimo feito ao governo. Em troca, são concedidos juros ao investidor.

Vale dizer que os títulos públicos adquiridos têm prazo de vencimento, porém, é possível vendê-los antecipadamente. Neste caso, o preço dos papeis pode variar dependendo do contexto econômico, é o que chamamos de risco de mercado. O Tesouro Direto é bem acessível e possibilita investimentos a partir de R$ 30.

Para saber mais sobre os diferentes tipos de riscos, clique aqui.

Investimentos de renda variável

Diferentemente dos investimentos mencionados anteriormente, aplicações em renda variável não têm um indexador ou um rendimento definido no momento da aplicação. Por outro lado, possuem um maior potencial de retorno no médio e longo prazos. Conheça alguns a seguir. 

Ações

Ao comprar ações de uma empresa, você se torna sócio do negócio. Assim, a rentabilidade varia de acordo com a oscilação do preço das ações no mercado. Isto é, quanto melhores forem os resultados (lucros) obtidos pela companhia, maior tende a ser a valorização das suas ações. 

Por conta dessa variação, esse tipo de investimento é indicado para perfis com maior tolerância ao risco, afinal, apresentam alta volatilidade.

Fundos imobiliários

Esse tipo de investimento consiste em aplicações conjuntas feitas no setor imobiliário. Isto é, você vira dono de parte de um ou de vários imóveis a partir da aquisição de cotas. Assim, você recebe parte da renda gerada em aluguéis pelo conjunto de imóveis que compõem a carteira do fundo imobiliário escolhido.

A vantagem oferecida por esse tipo de investimento é a isenção de imposto de renda no recebimento de aluguéis para o investidor pessoa física (se atendidos alguns requisitos legais do fundo). Outra vantagem é o investidor  poder lucrar com o setor imobiliário mesmo sem ter dinheiro suficiente para comprar o imóvel integralmente. 

Saiba mais sobre investimentos

Agora que você conhece melhor alguns dos principais tipos de investimento do mercado, será mais simples escolher uma estratégia que se adeque ao seu perfil e objetivos. Se quiser ler mais sobre o assunto, não deixe de conferir o canal Sua Saúde Financeira e Encontre a sua própria estratégia. – Sua Saúde Financeira

Tem interesse em algum outro conteúdo mas não achou?

Envie uma sugestão

Sugestão de conteúdo

    X