Artigos

O que é previdência privada?

Tempo estimado de leitura:
4
minuto(s)

Para ter um futuro tranquilo, com uma renda que proporcione viver com qualidade, é preciso construir uma reserva financeira. Ao contrário do que muitos pensam, não há idade certa para começar a juntar, mas quanto mais cedo, mais fácil fica. Pensando nisso, você sabe o que é previdência privada?

A previdência privada serve como uma aposentadoria independente, não relacionada ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Dessa maneira, você acumula seu dinheiro com o objetivo de gerar uma renda futura complementar. Contudo, também é possível construir esse fundo para outros objetivos.

Para ajudá-lo, o Sua Saúde Financeira preparou um conteúdo repleto de dicas e informações importantes para você ficar ciente do que é previdência privada e para quais finalidades pode usá-la na sua vida financeira.

Qual é a idade ideal para fazer o plano de previdência? 

Não há idade certa para começar a sua previdência privada. Você precisa apenas calcular quanto é preciso juntar a cada mês para acumular o patrimônio necessário que irá te proporcionar uma renda adequada.

Sendo assim, quanto mais cedo você iniciar esse processo, menor será o valor da contribuição mensal para atingir uma renda que te proporcione qualidade de vida. Você pode usar um simulador de aplicação mensal para saber quanto será preciso juntar para seu objetivo.

Como a previdência privada funciona?

O plano de previdência privada serve como um fundo para acumular capital para a aposentadoria. Por isso, é preciso ficar atento ao escolher o seu, verificando o tipo de plano, as taxas e as condições que podem variar de um plano para outro.

A melhor previdência privada muda de acordo com a necessidade e o objetivo de cada pessoa. No geral, deve-se buscar planos que cobram menores taxas de administração e/ou carregamento, além de possuírem uma boa gestão, com rentabilidade acima da inflação. A liquidez de uma previdência pode se alterar dependendo do plano escolhido, mas esse tipo de investimento não é indicado para resgates de curto prazo.

Ao contrário do que muitos pensam sobre como funciona a previdência privada, o resgate total ou parcial é permitido. No entanto, o custo do Imposto de Renda pode ser alto. 

Por isso, é importante avaliar as opções de alíquotas antes de contratar. Uma das tabelas, conhecida como “regressiva”, é vantajosa para quem pretende resgatar no longo prazo, pois ela atinge a menor alíquota após dez anos de contribuição.

O Precaver, previdência privada exclusiva para cooperados da Unicred, vem apresentando uma das melhores rentabilidades do mercado, além de estar entre os planos com menor taxa de administração — apenas 0,25% — e não ter cobrança de carregamento.  

Diferença entre perfis de planos

O Plano Precaver possui três modalidades:

  • Perfil Renda Fixa: é indicado para quem possui baixa tolerância a risco. Esse é o perfil mais conservador;
  • Perfil Quanta: assemelha-se a um perfil moderado. É indicado para quem quer uma carteira bem diversificada, com maior equilíbrio entre risco e retorno;
  • Perfil Renda Variável: este, por sua vez, é indicado para pessoas mais arrojadas, que aceitam correr maior grau de risco para obter maiores retornos.

Além disso, é possível optar pela portabilidade interna ou externa, permitindo que o participante troque de categoria quando desejar.

Planos corporativos ou fechados

Além de saber o que é previdência privada, é importante conhecer os planos corporativos. Assim como os planos de previdência fechada (que é o caso do Precaver), eles não possuem fins lucrativos. Assim, eles contam com taxas inferiores de administração e tendem a gerar melhores rentabilidades para os participantes.

A previdência privada é ideal para quais finalidades?

Como já dito, a previdência pode ser planejada com o objeto de gerar uma renda complementar futura. Contudo, também é possível construir esse fundo para outras finalidades, como, por exemplo, planejamento fiscal, sucessório e financeiro.

O planejamento fiscal pode ser usado por quem possui PGBLs, FAPI e planos fechados. Assim, se você declara seu Imposto de Renda pelo modelo completo, poderá usar o limite de até 12% da renda bruta tributável para aplicações na sua previdência. 

Esses aportes serão considerados como despesas dedutíveis na sua declaração. A consequência disso será a diminuição da base de cálculo e um valor menor a pagar de imposto a cada ano. 

O planejamento sucessório significa que o patrimônio acumulado no plano da previdência não entra no inventário. Além disso, caso o participante faleça durante a fase de acumulação, o valor é repassado aos beneficiários indicados sem custo de ITCMD na maioria dos estados brasileiros.

Por último, o planejamento financeiro significa mais eficiência, pois, devido ao fato de o plano de previdência não ter nenhuma forma de antecipação de Imposto de Renda, o efeito dos juros compostos é potencializado com o passar do tempo. 

Diferença entre planos PGBL e VGBL

O plano de PGBL é ideal para participantes que declararam o IR completo, pois, assim como os planos fechados, ele possui o benefício fiscal de dedução do IR a cada ano. Sendo assim, ao solicitar o resgate desse investimento, o Imposto de Renda incidirá sobre o valor total, ou seja, quanto você aplicou mais os rendimentos.

O plano VGBL é indicado para participantes que declararam o Imposto de Renda no modelo simplificado, pois ele não permite usufruir do benefício fiscal. Dessa maneira, ao solicitar o resgate, o IR incide apenas sobre o rendimento.

Tabela regressiva e progressiva

Com a regressiva, é possível alcançar o menor imposto no IR ao longo do tempo, sendo apenas 10% após dez anos de contribuição. Porém, no início, a alíquota começa em 35%. A dedução ocorre no momento do resgate ou benefício direto na fonte. Outro ponto atrativo dessa tabela é que não é preciso ajustar a declaração anual do Imposto de Renda.

Com a progressiva, o imposto no momento do resgate ou benefício é fixo em 15%, contudo, a diferença precisará ser ajustada na declaração do IR anual, podendo chegar a 27,5%.

Confira outras informações sobre previdência privada

Agora você já sabe o que é previdência privada, como funciona e para quais finalidades ela é indicada. Portanto, siga as informações acima e comece o seu planejamento para o futuro.

Para conferir alguns Mitos e Verdades sobre previdência complementar – Sua Saúde Financeira, além de outros conteúdos exclusivos sobre o assunto, acesse o Sua Saúde Financeira.

Tem interesse em algum outro conteúdo mas não achou?

Envie uma sugestão

Sugestão de conteúdo

    X